• {{currentSearchSuggestions.title}}
  • {{currentSearchSuggestions.title}}

Eugenio Calderón López

Responsável por Colômbia e Peru

Eugenio Calderón López é Responsável da área de Colômbia e Peru da Divisão Global Power Generation, a linha de negócios da Enel que trata da geração de energia a partir de fontes renováveis e convencionais.   

O conjunto dos seus sucessos em áreas como operação e manutenção, segurança, financiamentos, planejamento fiscal, gestão dos projetos, gestão financeira e controle de gestão permitiu-lhe, não apenas ocupar um papel estratégico dentro da organização, mas também desenvolver uma elevada orientação à excelência, graças à sua visão integrada do negócio e à sua capacidade de trabalhar sob pressão.  

Seu estilo de liderança transformacional é baseado na construção de relações de confiança nas quais estar sempre prontos para aprender. Contando com suas excelentes habilidades de comunicação e empatia, sabe motivar sua equipe rumo a um modelo de liderança coletiva, no qual flexibilidade, comprometimento e objetivos de alto nível se tornam a essência de uma condução resiliente.

Eugenio obteve o diploma em Contabilidade Pública na Universidade de Costa Rica. Executivo com mais de 15 anos de experiência profissional internacional no âmbito da finança e do controle de gestão, ingressou no Grupo em 2005 como Responsável de Planejamento e Controle para a América Latina. Em 2009 participou em Roma da mais importante Initial Public Offering (IPO - Oferta Pública Inicial) na Europa daquele ano, do valor de 2,3 bilhões de euros, enquanto que em 2011 foi Responsável de Planejamento e Controle para Iberia e América Latina da Espanha. Sucessivamente, em 2016, foi CFO, Diretor Financeiro, para o Chile e os países andinos, contribuindo ao desenvolvimento de mais de 1.000 MW de energia renovável no Chile, liderando também financiamento e controle dos investimentos relacionados. Posteriormente, atuou como Responsável pelas Energias Renováveis no Peru, cargo que ocupou por mais de três anos, durante os quais liderou as operações das renováveis da Enel no país (1.100MW), incorporando as melhores práticas de operação e manutenção e promovendo mudanças regulatória no Peru para a incorporação das energias renováveis na matriz energética. Nos últimos seis meses foi Responsável Operation & Maintenance (Operação & Manutenção) da Divisão Geração Térmica no Chile, cargo no qual promoveu a transição energética com o fechamento das centrais a carvão e a flexibilidade no funcionamento dos assets (ativos) movidos a gás no país sul-americano.