• {{currentSearchSuggestions.title}}
  • {{currentSearchSuggestions.title}}
3 min.

A Enel Green Power inicia a construção do parque eólico de Paradela, na Espanha

Na Espanha, a Enel Green Power deu início à construção de Paradela, o terceiro dos projetos eólicos que estamos executando na região da Galícia e que faz parte dos 540 MW conquistados no leilão realizado em maio de 2017.

{{ item.title }}
{{ item.content }}

Na Espanha, o vento da Enel Green Power tem soprado cada vez mais forte graças à energia sustentável de suas unidades, responsáveis pela condução da transição energética no país.

Na província de Lugo, região da Galícia, a Enel Green Power deu início aos trabalhos de construção do parque eólico de Paradela, cuja produção será de 12 MW .

A nova unidade entrará em funcionamento até o final de 2019 e, uma vez totalmente operacional, poderá gerar mais de 42 GWh por ano graças às 6 turbinas eólicas de 2 MW cada e, assim, evitar a emissão anual de cerca de 28 mil toneladas de CO2 na atmosfera.

Paradela é um dos três parques eólicos que estamos construindo na região da Galícia, todos na província de Lugo; a construção da nova planta exigirá um investimento total de 15 milhões de euros.

As demais unidades em construção, cujo investimento chegará a 53 milhões de euros, são aquelas de Serra das Penas, com 42 MW, também localizada no município de Paradela, e Ventosa, com 8 MW, no município de O Vicedo.
 

A sustentabilidade de Paradela

Com a construção de Paradela, a capacidade total atualmente em construção na região da Galícia chegará a 62 MW, graças a um investimento total de cerca de 68 milhões de euros.

 

"O novo parque eólico de Paradela faz parte do investimento significativo da Enel Green Power em energias renováveis na Espanha. Até o final do ano, cerca de 900 MW de energia renovável – atribuídos nos leilões de 2017 – estarão em operação, e constituem a prova do compromisso da EGP em ajudar o país a alcançar suas metas de sustentabilidade."

– José Bogas, CEO da Endesa

 

Na construção da unidade de Paradela, a EGP adotará uma variedade de ferramentas e métodos inovadores, incluindo drones para levantamento topográfico, rastreamento inteligente de componentes de turbinas eólicas, bem como plataformas digitais avançadas e soluções de software para monitorar e apoiar remotamente as atividades tanto das obras quanto das instalações já utilizadas nas unidades. Estes processos e instrumentos permitirão uma coleta de dados mais rápida, precisa e confiável, melhorando a qualidade da construção e facilitando a comunicação entre as equipes dentro e fora das instalações.

Seguindo o modelo do " Canteiro de Obras Sustentável", que prevê a instalação de painéis solares fotovoltaicos em todas as obras para satisfazer parte da demanda energética, bem como e a adoção de  medidas de economia de água, através da instalação de reservatórios de água e sistemas de coleta de água da chuva. Após a conclusão das obras, os painéis solares e equipamentos de economia de água serão doados à comunidade que abriga a usina.

Contudo, nosso compromisso na região não se limita à produção de energia sustentável.

De acordo com o nosso modelo de Criação de Valor Compartilhado, estabelecemos um diálogo aberto com as comunidades e instituições locais, concedendo ao município de Paradela uma participação de 10% na empresa responsável pela execução do projeto. Além disso, estamos construindo  um circuito de trilhas perto da bacia de Belesar para dar um forte impulso ao turismo sustentável na região.

Trata-se, mais especificamente, de uma estrada de 16 km ao longo das margens do rio Minho que começa perto da área natural de Ruxidoira-Loio e termina na praça de Aldosende, conectando a zona de Paradela ao parque eólico de Serra das Penas.
 

Sol e vento. A energia verde da Espanha

Os três parques eólicos em construção na região da Galícia fazem parte dos 540 MW atribuídos à EGP nos leilões de energias renováveis promovidos pelo governo em maio de 2017.

Os outros parques eólicos serão construídos em Aragão, Andaluzia, Castela e Leão e Castela-Mancha, uma vez em operação, eles serão capazes de gerar cerca de 1.750 GWh por ano.

No terceiro leilão do Governo, realizado em julho de 2017, a Enel Green Power também recebeu 339 MW de energia solar para a construção de usinas fotovoltaicas em Múrcia e Estremadura.

Este montante de 879 MW em energia eólica e solar exigirá um investimento total de mais de 800 milhões de euros até 2020, e aumentará a atual capacidade da Enel Green Power na Espanha em 52,4%. 

Este site usa cookies analytics e de perfilamento, próprios e de terceiros, para enviar-lhe publicidade de acordo com as suas preferências. Se quiser saber mais ou optar por excluir todos ou alguns cookies, consulte a política de cookies. Aceite e feche