• {{currentSearchSuggestions.title}}
  • {{currentSearchSuggestions.title}}

3SUN: inaugurada uma nova linha de produção de painéis fotovoltaicos HJT

3 min.

3SUN: inaugurada uma nova linha de produção de painéis fotovoltaicos HJT

Vem aí uma nova linha de produção de painéis bifaciais com tecnologia de heterojunção. A 3SUN se torna a unidade de produção fotovoltaica mais automatizada do mundo. Façamos uma retrospectiva de todas as etapas desta história da inovação!

{{ item.title }}
{{ item.content }}

Em 2011, quando a 3SUN da Catânia deu início à sua produção de painéis fotovoltaicos de película fina, os módulos bifaciais e sobretudo os de HJT (Heterojunction Tecnology) existiam apenas na mente dos nossos visionários técnicos e engenheiros.

Hoje – após milhões de "thin film" produzidos e exportados para o mundo todo – o futuro se tornou realidade e agora a "A Fabbrica del Sole" (Fábrica do Sol) siciliana se converteu em um polo de excelência internacional no setor da indústria solar.

E isso não é tudo: graças à inauguração da segunda linha de produção anunciada recentemente, a fábrica da 3SUN de Catânia se tornou a produtora fotovoltaica mais automatizada do mundo, capaz de construir painéis solares fotovoltaicos HJT com uma eficiência superior a 20,5%.

 

 

"Queríamos fazer com que a 3SUN mantivesse uma janela aberta às tecnologias, porque tudo que diz respeito ao desenvolvimento destes painéis significa basicamente avançar numa tentativa de superar a nós mesmos no desempenho e na produtividade, de modo que a geração de energia a partir do sol seja cada vez mais conveniente do ponto de vista econômico."

 

– Francesco Starace, CEO da Enel

 

A reconversão tecnológica e a automação permitem à unidade da 3SUN operar em regime de ciclo contínuo, 24 horas, 365 dias por ano, produzindo diariamente cerca de 1.400 painéis fotovoltaicos e um total de 500 mil painéis por ano.

 

 

“O lançamento desta nova linha de produção constitui um marco significativo e fortemente desejado pela Enel Green Power: acreditamos e investimos neste projeto altamente inovador, destacando a excelência industrial italiana no cenário global, sobretudo em um setor tão competitivo como o da energia solar. Seguiremos com nosso compromisso para a pesquisa e o desenvolvimento desta tecnologia a fim de melhorar ainda mais seu rendimento, sua sustentabilidade e competitividade, com a certeza de representar a vanguarda tecnológica global do setor fotovoltaico."

 

– Antonio Cammisecra, CEO da Enel Green Power

 

Uma história de excelência

A história da "Fabbrica del Sole" da 3SUN se inicia em 2011, com a entrada da Enel Green Power no consórcio que constitui a empresa.

No final de 2011, a planta começou a produzir os primeiros módulos "thin film" a partir da multijunção de silício à película fina.

Em pouco mais de 2 anos, foram produzidos 3 milhões de painéis, número que chegou a 5 milhões no final de 2015, meses depois da Enel Green Power ter assumido o controle total da 3SUN.

No dia 25 de outubro de 2017 foi produzido o último painel "thin film".

A partir daí iniciamos uma corrida para a fabricação de painéis bifaciais HJT: no dia 2 de agosto de 2018 testemunhamos o batismo do primeiro painel bifacial certificado pela TUV, ao passo que a primeira célula HJT foi concretizada em fevereiro de 2019.

 

 

"Somos os primeiros no mundo todo a produzir painéis fotovoltaicos com base na inovadora tecnologia bifacial de heterojunção HJT em escala industrial. Queremos ser uma força motriz para toda a indústria do setor: promovendo a inovação da tecnologia fotovoltaica, vamos transformar a energia solar em uma solução prática de energia limpa onde quer que o sol esteja brilhando. "

 

– Antonello Irace, Responsável pela 3SUN

 

Este salto tecnológico ainda recente permitirá à unidade de Catânia atingir uma capacidade produtiva nominal de 200 MW: a 3SUN continuará empregando mais de 300 funcionários altamente qualificados e garantirá mais de 600 empregos indiretos. Trata-se de uma meta que imprime um forte valor simbólico não apenas para a Sicília e para o Grupo Enel, mas para todo o sul da Itália, região que hoje é o centro dos nossos planos de geração de emprego e investimentos.

Atualmente a 3SUN integra, juntamente com sua parceira "Innovation Lab", o polo tecnológico siciliano da Enel, um campus destinado à inovação e um acelerador do empreendedorismo jovem, pensado para estimular a pesquisa nos setores energético e de energias renováveis.

A Innovation Lab – no qual o Grupo Enel já investiu 20 milhões de euros – abriga startups locais e nacionais, centros de pesquisa de grande relevância internacional e mantém um estreito contato com os demais centros de inovação da Enel espalhados pelo mundo.

O polo tecnológico siciliano da Enel é um centro de excelência ao nível global, capaz de atrair jovens talentos e construir novas possibilidades para o seu futuro. Um bunker de alta tecnologia no sul da Itália que, além de criar um círculo virtuoso entre a cadeia de suprimentos, a geração de emprego e o tecido econômico-social, também relança a Itália em um setor-chave para o desenvolvimento do mundo empresarial europeu.

 

Descobrindo a tecnologia HJT

Os painéis solares HJT (Hetero Junction Technology) são um dos carros-chefe da 3SUN, produtora exclusiva desta nova tecnologia no mundo todo, ela se baseia naheterojunction – a junção de dois tipos diferentes de silício, o amorfo e o cristalino – para obter rendimentos particularmente elevados.

Compostos por uma estrutura de vidro/vidro com encapsulamento transparente e 72 células de alta eficiência, os módulos HJT produzidos em 2019 têm um pico de potência de 385W, e atingirá 410 W com a produção de 2020.

Além disso, a estrutura bifacial é otimizada para capturar a luz de ambos os lados (face e contraface), permitindo assim uma produção maior de energia elétrica (até 33% a mais).

E não é só isso: graças aos processos de produção mais sofisticados, o painel HJT possui uma vida útil superior a 35 anos (contra os 25 anos dos modelos tradicionais) e uma eficiência 20% maior.

Mas o verdadeiro desafio lançado pela fábrica de Catânia é justamente o de superar – graças a uma constante inovação tecnológica e ao estudo de novos materiais – o limite teórico de uso do silício, de modo a atingir uma eficiência que exceda os 28% nos próximos três anos.

O objetivo da Enel na Sicília é estimular a excelência tecnológica no segmento de energias renováveis e tecnologias disruptivas, bem como transformar o polo tecnológico de Catânia em um centro de prestígio internacional no setor da indústria solar.

Este site usa cookies analytics e de perfilamento, próprios e de terceiros, para enviar-lhe publicidade de acordo com as suas preferências. Se quiser saber mais ou optar por excluir todos ou alguns cookies, consulte a política de cookies. Aceite e feche