• {{currentSearchSuggestions.title}}
  • {{currentSearchSuggestions.title}}

O jardim de Izenaide. No Brasil, o projeto "Family Biowater" alimenta a economia circular

5 min.

O jardim de Izenaide. No Brasil, o projeto "Family Biowater" alimenta a economia circular

A Enel Green Power desenvolveu um projeto que permite a reutilização da água doméstica "cinza" para fins agrícolas em território brasileiro. Um exemplo de economia sustentável que alia proteção ambiental às garantias de saúde e higiene.

{{ item.title }}
{{ item.content }}

A água da chuva, um dos recursos mais limpos e abundantes disponíveis na natureza, já é amplamente reutilizada por muitas pessoas. Mas e se houvesse um método eficaz que permitisse a reutilização da água "cinza" da louça lavada, das roupas, ou do chuveiro?

A resposta da Enel Green Power a esta pergunta gerou o projeto "Family Biowater", iniciativa realizada em Morro do Chapéu, estado da Bahia, onde se encontra nossa usina eólica com o mesmo nome, responsável pela introdução de sistemas para a reutilização das chamadas águas "cinzas", de modo que, uma vez tratadas, elas podem ser reutilizadas na irrigação de hortas e jardins.

Antonio dos Santos interessou-se imediatamente pelo projeto. Ele e a filha moram em Lagoinha, numa pequena casa completamente cercada de flores. Sua maior paixão? Cuidar de seu jardim. 

 

"Eu gosto de jardinagem. Às vezes eu limpo todas as folhas do meu limoeiro somente para vê-lo mais bonito. Para mim isso é um trabalho. Eu cavo um pequeno buraco e enterro uma semente de qualquer espécie. Então ela brota e nasce uma planta. Vejam estes tomatinhos! A seca acabou com tudo o que eu tinha. Então comecei a plantar e agora já tenho alguns tomatinhos."

– Antonio dos Santos

Graças ao projeto Family Biowater, Antonio viu seu jardim ganhar uma nova aparência nos últimos seis meses, agora mais vivo, florido e verdejante.
  

Como o projeto funciona

O sistema coleta a água já utilizada na casa, com exceção das águas residuais "negras", por meio de um canal específico. Essa água é então direcionada a um primeiro filtro de barreira física e, posteriormente, para um reservatório onde um segundo filtro a recebe. Por fim, uma bomba manual leva a água do reservatório pelos canos para o seu destino final, a plantação. Cada fase do sistema é realizada pelas próprias famílias beneficiárias do projeto que abrange 60 residências ao todo.

O sistema "Biowater" atende perfeitamente aos padrões de higiene e sustentabilidade, pois não há nenhum contato humano com a água e a irrigação é realizada por gotejamento, uma técnica que evita o desperdício ao permitir que a água caia diretamente no solo e não sobre as folhas. 

 

"As mangueiras de gotejamento são realmente fantásticas, elas pingam a intervalos regulares e mantêm tudo verde. Hoje nem tudo floresceu ainda, mas em breve florescerá. Fico feliz em doar: alguns vêm aqui e dizem que querem comprar coentro, mas eu sempre digo não. Aquilo que temos, colhemos e doamos. E para mim isso é o mais importante."

– Antonio dos Santos

 

Mais um passo rumo à sustentabilidade

Além do novo sistema de irrigação que reutiliza a água de sua casa, Izenaide também aprendeu novos conceitos por meio dos seminários sobre o plantio e a nutrição que integram o projeto "Family Water" da Enel Green Power.

 

"Estou aprendendo muito. A equipe do projeto ensina muito bem, eles são pacientes e sempre nos transmitem novas informações. Após o início do projeto, passei a plantar e a gostar cada vez mais desta atividade. Graças a este incentivo, juntei minhas forças e criei coragem para lutar."

– Izenaide Bispo

 

Os seminários são importantes porque a maioria das famílias que participam do projeto estão em situação de extrema pobreza e não possuem renda suficiente para comprar alimentos saudáveis. A ideia, portanto, consiste em expandir sua dieta para que eles possam, além de melhorar sua própria alimentação, ter um interesse maior pelo plantio de novas variedades de gêneros alimentares. 

 

"O grão de bico era algo que eu não conhecia e agora cultivo no meu quintal. Eles trouxeram, comi alguns, gostei e agora posso dar aos outros para provarem. Já sei como colhê-lo e prepará-lo. Preparo vasos, pesquiso, planto e às vezes também vendo. Às vezes planto três mudas de coentro. Mas não tenho intenção de consumir tudo. Então as levo para o mercado e as vendo com outros produtos, como cebola, feijão e abóbora. Isso me gera uma renda extra. Na verdade, não é muito, mas podemos usá-la para comprar o que precisamos."

– Izenaide Bispo

 

Com iniciativas como essa, a Enel Green Power reitera seu compromisso com a sustentabilidade para o desenvolvimento do território, das comunidades e de seus residentes. 

Conteúdo relacionado

Este site usa cookies analytics e de perfilamento, próprios e de terceiros, para enviar-lhe publicidade de acordo com as suas preferências. Se quiser saber mais ou optar por excluir todos ou alguns cookies, consulte a política de cookies. Aceite e feche