• {{currentSearchSuggestions.title}}
  • {{currentSearchSuggestions.title}}

Nova Olinda: no Brasil, o Sol está cada vez maior

A usina solar de Nova Olinda, no Piauí, atingiu sua capacidade máxima: 292 MW de capacidade instalada, aproximadamente 930 mil painéis em uma área de 690 hectares. É a maior usina solar da EGP na América Latina.

É a maior usina solar da Enel Green Power na América Latina. Alcançou sua capacidade máxima no dia 28 de novembro, um marco para nossa presença no Brasil e no continente.

Este é o campo fotovoltaico de Nova Olinda: 292 MW de energia limpa localizado no município de Ribeira do Piauí.

 

Um marco para as energias renováveis no Brasil

A cerimônia para comemorar a plena capacidade da usina contou com a presença do governador do estado, Wellington Dias, do Country manager da Enel no Brasil, Carlo Zorzoli, e do Diretor executivo da Enel Green Power, Antonio Cammisecra.

 

“O parque solar de Nova Olinda é um marco importante na história da Enel Green Power no Brasil. A nossa experiência tornou possível construir este grande projeto em apenas 15 meses, e estamos particularmente orgulhosos deste projeto”
– Antonio Cammisecra, Diretor executivo da Enel Green Power

 

A Enel investiu cerca de 300 milhões de dólares na construção de Nova Olinda. A estrutura, que consiste em quase 930 mil painéis solares numa área de 690 hectares, tem 292 MW de capacidade instalada e é capaz de produzir mais de 600 GWh por ano, energia suficiente para atender à demanda de cerca de 300 mil famílias. Além disso, a energia limpa produzida evitará a emissão de cerca de 350 mil toneladas de CO2 na atmosfera por ano.

“Nova Olinda é uma demonstração de como a Enel está contribuindo para a diversificação da matriz energética do Brasil, apostando nas fontes renováveis que abundam no país”
– Carlo Zorzoli, Country Manager da Enel para o Brasil

 

No Brasil, a EGP tem uma capacidade total de renováveis de aproximadamente 2.276 MW, dos quais 670 MW de energia eólica, 716 MW de energia solar fotovoltaica e 890 MW de energia hidrelétrica. Contamos ainda com cerca de 275 MW de capacidade atualmente em construção, dos quais 172 MW de energia eólica e 103 de energia solar. Além disso, o Grupo Enel integrará a usina hidrelétrica de Volta Grande de 380 MW, adjudicada recentemente.

 

Crescer com as comunidades locais

Foram realizadas iniciativas nos arredores da usina em linha com o modelo de Criação de Valor Compartilhado (Creating Shared Value – CSV), que combina o desenvolvimento dos negócios com as necessidades da comunidade local.

 

“Para a criação do Parque Nova Olinda, foram contratadas 1.700 pessoas, sendo mais da metade residentes locais”

 

O papel das comunidades locais foi central durante uma série de iniciativas realizadas seguindo o modelo CSV. Um exemplo foi a formação em eletromecânica da mão de obra local para a montagem dos equipamentos da usina; outro exemplo, as oficinas de reciclagem criativa com os moradores da região para a criação de móveis utilizando materiais recuperados das obras de construção.

Durante estas oficinas, as plataformas de madeira foram transformadas em móveis para as escolas e praças locais. Outra iniciativa que envolveu as comunidades do entorno foi o projeto CineSolar, que usa a energia solar como fonte energética para exibições cinematográficas gratuitas em espaços públicos.  

Este site usa cookies analytics e de perfilamento, próprios e de terceiros, para enviar-lhe publicidade de acordo com as suas preferências. Se quiser saber mais ou optar por excluir todos ou alguns cookies, consulte a política de cookies. Aceite e feche