• {{currentSearchSuggestions.title}}
  • {{currentSearchSuggestions.title}}
3 min.

Já está em andamento a construção de um novo parque eólico de 34,6 MW em Málaga

A EGP deu início à construção do parque eólico de Los Arcos, situado entre os municípios espanhóis de Almargen, Teba e Campillos e que, uma vez em operação até o fim de 2019, será responsável por gerar mais de 100 GWh por ano.

{{ item.title }}
{{ item.content }}

Na Espanha, a Enel Green Power iniciou a construção dos 34,6 MW do novo parque eólico de Los Arcos, situado na província de Málaga, entre os municípios de Almargen, Teba e Campillos.

A nova planta, cuja construção exigiu um investimento de 3,55 milhões de euros, entrará em operação no final de 2019.

 

"Os investimentos da Endesa no setor de energias renováveis favorecem a transição energética na Espanha. Após a concessão da Endesa realizada através dos leilões de 2017, espera-se que até o final do ano mais de 900 MW de novas usinas sustentáveis estejam totalmente operacionais e funcionando em todo o país. Isso mostra o forte compromisso da empresa com a consecução dos objetivos de sustentabilidade compartilhados com o governo espanhol. ”

– José Bogas, CEO da Endesa

 

Uma vez em operação, as 10 turbinas eólicas, com capacidade de aproximadamente 3,5 MW cada, produzirão mais de 100 GWh por ano, evitando a emissão anual de aproximadamente 67 mil toneladas de CO2 na atmosfera.

Na Espanha, a EGP administra atualmente  12 parques eólicos na Andaluzia: cinco na província de Cádiz (quatro em Tarifa e um em Vejer), outros cinco em Málaga (dois em Campillos, um entre Campillos e Teba, um em Almargen e um na Serra de Yeguas), um em Enix (Almería) e outro em Padul (Granada).

O parque eólico de Los Arcos faz parte dos 540 MW de energia eólica alocados à EGP durante os leilões de energia renovável promovidos pelo governo espanhol em maio de 2017. As outras plantas serão construídas em Aragão, Castela e Leão, Castela-Mancha e Galícia. Uma vez em operação, estima-se que as novas usinas irão gerar cerca 1.750 GWh por ano.

Na construção da planta de Los Arcos, a EGP adotará uma variedade de ferramentas e métodos inovadores, incluindo drones para levantamento topográfico, rastreamento inteligente de componentes de turbinas eólicas, bem como plataformas digitais avançadas e soluções de software para monitorar e apoiar remotamente as atividades das obras e o comissionamento da usina. Estes processos e instrumentos permitirão uma coleta de dados mais rápida, precisa e confiável, melhorando a qualidade da construção e facilitando a comunicação entre as equipes dentro e fora das obras.

Seguindo o modelo de "Canteiro de Obras Sustentável", que prevê a instalação de painéis solares fotovoltaicos em todas as obras para satisfazer parte da demanda energética e a adoção de medidas de economia de água, por meio da instalação de reservatórios de água e sistemas de coleta da água da chuva. Após a conclusão das obras, os painéis solares e equipamentos para a economia de água serão doados à comunidade que abriga a usina.

Mas nosso trabalho diário vai muito além da criação energia verde!

A fase de construção contempla a criação de mais de 100 postos de trabalho. Além disso, para incentivar o emprego da população local na área que abriga nossa usina, a partir de setembro iremos ministrar cursos de formação em atividades operacionais e de manutenção de usinas eólicas e fotovoltaicas.

Após o leilão de energias renováveis realizado em julho de 2017, a EGP recebeu 339 MW de capacidade solar para a construção de novas plantas em  Múrcia e Estremadura.

O investimento total na construção dos 879 MW de usinas eólicas (540 MW) e solares (339 MW) concedidas nos dois últimos leilões superará os 800 milhões de euros até 2020.

Todos estes novos projetos aumentarão a capacidade renovável da EGP em 52,4%.

Este site usa cookies analytics e de perfilamento, próprios e de terceiros, para enviar-lhe publicidade de acordo com as suas preferências. Se quiser saber mais ou optar por excluir todos ou alguns cookies, consulte a política de cookies. Aceite e feche