• {{currentSearchSuggestions.title}}
  • {{currentSearchSuggestions.title}}
3 min.

A EGP conecta os 85 megawatts do parque solar de Totana à rede

Totana está pronta para produzir energia! Na Espanha, conectamos à rede um dos sete projetos de energia solar atribuídos em julho de 2017 à Enel Green Power durante o terceiro leilão de energias renováveis realizado pelo governo espanhol.

{{ item.title }}
{{ item.content }}

A Enel Green Power conectou à rede a nova usina fotovoltaica de Totana (Múrcia), que conta com uma capacidade de 85 MW e exigiu um investimento de 59 milhões de euros.

 

"A entrada em operação deste projeto representa uma grande vitória para a empresa, não apenas por ter sido uma planta construída em tempo recorde, mas porque utilizamos sistemas e técnicas de construção de alta tecnologia até então inéditos na Espanha. Este é mais um passo dado no compromisso da Endesa com a produção de energia limpa, um dos pilares da política nacional de transição energética espanhola."

– José Bogas, CEO da Endesa

 

A EGP está trabalhando na construção de aproximadamente 900 MW em projetos de energias renováveis, com um investimento total de mais de 800 milhões de euros em duas tecnologias distintas. Atualmente a empresa está construindo:

 

  • 339 MW de energia solar fotovoltaica, atribuídos à EGP no terceiro leilão de energias renováveis do governo espanhol, realizado em julho de 2017;
  • 519 MW de energia eólica, dos quais 445 MW fazem parte dos 540 MW de energia eólica atribuídos à empresa no leilão de capacidade de energia renovável aberto pelo governo espanhol em maio de 2017.

 

A construção desta capacidade renovável responde à estratégia da Endesa em descarbonizar seu mix de geração energética, um processo cujo objetivo é atingir 8,4 GW de capacidade renovável instalada até 2021 – em relação aos atuais 6,5 GW – por meio de um investimento total de aproximadamente 2 bilhões de euros.

O sistema fotovoltaico, composto por 248 mil módulos, poderá produzir anualmente 150 GWh, evitando a emissão de aproximadamente 104 mil toneladas de CO2 por ano na atmosfera.

A construção do parque Totana se baseia no modelo de "Canteiro de Obras Sustentável" da Enel Green Power, que prevê o uso de energias renováveis na fase de execução graças a um sistema fotovoltaico que cobre a necessidade energética das obras, bem como a implementação de iniciativas para envolver a população local no desenvolvimento do projeto. Os painéis solares utilizados na construção serão doados ao Centro Diurno José Moyá (para pessoas com problemas de saúde mental), instituição que também foi contemplada pela EGP para receber a instalação de um sistema de iluminação eficiente. Outras ações incluem a reciclagem de resíduos e a compostagem de materiais orgânicos durante a fase de construção.

A EGP segue um modelo de desenvolvimento na plantas que incorpora ações de criação de valor social nas áreas em que constrói, denominado CSV (Creating Shared Value). Em particular, as iniciativas de CSV promovidas em Totana dizem respeito à geração de empregos em diversos setores, tais como na construção, transporte e alimentação; a organização de cursos de formação para atividades operacionais a fim de promover o emprego local; e a implementação de programas de conscientização ambiental nas escolas, no Centro Diurno José Moyá e demais associações locais.

Este site usa cookies analytics e de perfilamento, próprios e de terceiros, para enviar-lhe publicidade de acordo com as suas preferências. Se quiser saber mais ou optar por excluir todos ou alguns cookies, consulte a política de cookies. Aceite e feche