• {{currentSearchSuggestions.title}}
  • {{currentSearchSuggestions.title}}

No Chile, a natureza, o futuro e as tradições milenares se encontram para gerar valor compartilhado

5 min.

No Chile, a natureza, o futuro e as tradições milenares se encontram para gerar valor compartilhado

A usina hidrelétrica de Pilmaiquén, no Chile, está no centro de um projeto de criação de valor compartilhado entre a Enel Green Power e a comunidade Mapu Pilmaiquén. Assim nasceu o parque de La Isla-Salto La Olla, um exemplo de respeito à biodiversidade e proteção de uma cultura milenar, bem como uma oportunidade de desenvolver formas de turismo sustentável.

{{ item.title }}
{{ item.content }}

Um salto de 32 metros entre as árvores de uma floresta intacta, há séculos habitada pelos herdeiros da cultura Mapuche.

A usina hidrelétrica da Enel Green Power Chile de Pilmaiquen desde a década de 1940 usa a força do rio homônimo para produzir energia verde, e hoje está no centro do projeto de criação de valor compartilhado (Creating Shared Value, CSV) assistindo ao nascimento do novo parque de La Isla-Salto La Olla.

Localizada a cerca de 42 quilômetros da cidade de Osorno, na região de Los Lagos, a usina de Pilmaiquén tem uma potência instalada de 40,8 MW e é capaz de produzir até 240 GWh de energia por ano, graças a um canal que transporta água para as turbinas a uma velocidade de 150 m3/s.

A força da usina não reside exclusivamente em seus números, mas também em sua conexão com a história e a cultura do território.

A planta está localizada a poucos metros da comunidade Mapuche de Mapu Pilmaiquén: ocasião perfeita para preservar o passado e permitir um futuro cada vez mais sustentável.
 

O parque La Isla-Salto La Olla

O diálogo entre a Enel Green Power e a comunidade Mapu Pilmaiquén começou há sete anos e, ao longo dos anos, consolidou a confiança recíproca e a consciência da importância da área para os nativos, herdeiros de uma cultura milenar.  

Num primeiro momento, entre 2015 e 2016, a EGP e a comunidade de Mapu Pilmaiquén trabalharam juntas para promover o desenvolvimento social e econômico da comunidade, na criação de iniciativas para a educação de crianças e jovens, ou através de projetos para reformar prédios e residências de seus habitantes.

Finalmente, em 2017, a Enel Green Power concedeu à comunidade Mapu Pilmaiquén a gestão da floresta adjacente à usina, que em 20 de fevereiro se tornou oficialmente uma área protegida com aproximadamente 6 hectares que formam o parque de La Isla-Salto La Olla.  

 

"Na nossa opinião, trata-se de um acordo icônico para o país, porque é um exemplo de colaboração entre a Enel Green Power e a comunidade para a conservação do meio ambiente e da cultura indígena."

– Flávia Lima, Environmental Specialist da Enel

 

Além de preservar sua terra natal, o parque de La Isla-Salto La Olla também é uma oportunidade para a comunidade de Mapu Pilmaiquén contar aos visitantes e turistas sobre sua cultura e ancestralidade, baseadas numa relação direta entre homem e natureza.

Alguns membros da comunidade tiveram a oportunidade de participar de cursos de formação e se tornaram guias turísticos para centenas de visitantes que atualmente fazem do parque de La Isla-Salto La Olla um exemplo de turismo sustentável. 

 

"Após um trabalho conjunto, o parque abriu suas portas ao público. Agradeço à EGP por ter restituído a área à comunidade que, por sua vez, irá protegê-la e preservá-la de acordo com suas crenças."

– Bernardita Amolef, Representante da Comunidade Mapu de Pilmaiquén

Um exemplo a ser seguido

A Enel Green Power visa promover o desenvolvimento social das comunidades em que atua através da criação de valor compartilhado, da proteção do meio ambiente e da garantia de um mundo melhor para as gerações futuras.

 

"O diálogo e o compromisso de trabalhar em conjunto são formas que a EGP têm buscado promover no mundo todo. Para nós, o Parque La Isla representa um modelo a ser imitado, pois é a demonstração de que, havendo vontade de ambas as partes, é possível desenvolver iniciativas realmente benéficas para a comunidade e o meio ambiente."

– María Cristina Papetti, senior executive in Sustainability Projects e CSV da ENEL

 

O exemplo de diálogo e de entendimento recíproco do parque La Isla-Salto La Olla foi reconhecido até mesmo além das fronteiras do Chile.

Durante o Fórum de Direitos Humanos das Nações Unidas, realizado na cidade de Genebra em novembro de 2018, o esforço conjunto entre a EGP e a comunidade local foi mencionado, com destaque à visão de longo prazo do projeto.

Uma confirmação adicional de como o desenvolvimento sustentável se traduz em ações concretas e compartilhadas, com um olhar atento para o presente e o futuro das comunidades locais.  

Conteúdo relacionado

Este site usa cookies analytics e de perfilamento, próprios e de terceiros, para enviar-lhe publicidade de acordo com as suas preferências. Se quiser saber mais ou optar por excluir todos ou alguns cookies, consulte a política de cookies. Aceite e feche