• {{currentSearchSuggestions.title}}
  • {{currentSearchSuggestions.title}}
{{navigationCta.name}}

O Papillion Data Center será 100% alimentado por energia renovável com a assinatura da Enel Green Power

10 min.

O Papillion Data Center será 100% alimentado por energia renovável com a assinatura da Enel Green Power

O novo Papillion Data Center do Facebook será alimentado pela energia sustentável proveniente de Rattlesnake Creek, a unidade eólica da Enel Green Power no Nebraska (EUA), ajudando a empresa americana a tornar suas operações 100% verdes até 2020.

{{ item.title }}
{{ item.content }}

O Facebook construiu o Papillion Data Center para dar suporte aos aplicativos e serviços oferecidos pela empresa a bilhões de usuários. Em poucas palavras, trata-se de uma gigantesca instalação na base da infraestrutura técnica do Facebook, Instagram, Messenger, Oculus e WhatsApp.

O funcionamento de um Data Center requer muita energia, portanto é fundamental que, para garantir esse abastecimento, o Facebook tenha optado pela energia renovável. O Facebook inaugurou seu próprio Data Center em junho de 2019, satisfazendo 100% de suas necessidades energéticas por meio da energia renovável proveniente de Rattlesnake Creek, usina eólica da EGP no Nebraska.

 

A empresa líder em energia sustentável

A iniciativa mais recente do Facebook é somente uma dentre tantas demonstrações do compromisso da empresa perante a sustentabilidade. Em 2018, a empresa Menlo Park foi considerada a maior compradora corporativa de energia renovável, atualmente cobrindo 75% de suas próprias necessidades energéticas.  As empresas que destinam um montante equivalente em investimentos neste setor são o fator crucial para os negócios da EGP e para o nosso objetivo de fornecer energia renovável a todos. Ao mesmo tempo, esses investimentos geram impactos positivos nas áreas rurais, a exemplo dos 300 empregos que a construção da usina eólica de Rattlesnake Creek gerou durante os trabalhos nas instalações.  

 

"Estamos comprometidos em alimentar nossos Data Centers graças a novos projetos renováveis que possam garantir, ao mesmo tempo, benefícios a nível estadual. O projeto da Enel atinge este objetivo, garantindo que 320 MW de sua produção eólica sejam inseridos na rede elétrica do Nebraska, além de estimular o crescimento de empregos e os investimentos na região leste do estado."

– Bobby Hollis, Director of Global Energy and Site Selection do Facebook

 

Contando com a contribuição de um comprador de energia verde como o Facebook nos permite expandir o potencial de energia sustentável, e o Papillion Data Center é um exemplo perfeito de como as empresas podem combinar investimentos em sustentabilidade ambiental com a realização dos próprios objetivos de negócios.

{{ item.title }}
{{ item.content }}

Comprar energia de forma virtual

Uma pesquisa recente constatou que apenas 1 em cada 5 americanos conhece a fundo os mecanismos que levam as unidades renováveis a gerar energia elétrica. Francamente falando, o sistema pode ser um tanto quanto complexo de entender, sobretudo quando a energia renovável é produzida a centenas e, às vezes, a milhares de quilômetros da sede operacional do cliente final.

O Papillion Data Center do Facebook fica a apenas alguns municípios de distância da nossa usina eólica de Rattlesnake Creek, situada no condado de Dixon. Portanto, as questões que emergem de forma espontânea dizem respeito ao desenvolvimento deste acordo e às possíveis soluções disponíveis de todas as empresas que desejam obter energia renovável sem ter uma usina eólica a poucos quilômetros de distância.

Muito embora a energia elétrica renovável produzida pela unidade de Rattlesnake Creek não seja diretamente inserida no Papillion Data Center, invariavelmente ela será introduzida na mesma rede elétrica da qual o Data Center absorve energia. Durante o ano, a usina eólica produzirá mais energia do que o Data Center será capaz de absorver, e isso causará o efeito de, em termos globais, tornar o sistema local de energia "mais verde".

Veja como o sistema irá funcionar:  

 

  • A usina eólica de Rattlesnake Creek gera energia renovável.
  • O Facebook concorda em comprar a energia eólica produzida pela usina através de um contrato chamado Virtual Power Purchase Agreement (vPPA), equivalente a 300 MW. 
  • A energia verde é então introduzida na rede elétrica (pense em todos os cabos e postes que nos cercam) que a transmite do produtor para os clientes.
  • Na rede elétrica corre um fluxo contínuo de elétrons gerados por diversas fontes energéticas. A inclusão desta parcela de energia eólica torna o mix energético disponível mais sustentável.
  • Por sua vez, a contribuição fornecida pela usina eólica de Rattlesnake Creek evita a emissão de 940 mil toneladas de CO2 por ano, o equivalente às emissões geradas por mais de 200 mil automóveis.

 

Você pode visitar Rattlesnake Creek através desta experiência de 360° e aprender como o vento se transforma em energia renovável para dar suporte ao Papillion Data Center do Facebook.

Uma série de impactos positivos no meio ambiente e na economia do Nebraska

O novo Data Center Facebook representou um verdadeiro avanço para a economia do Nebraska. As empresas que investem na construção de Data Centers no mesmo estado ou na mesma rede elétrica das suas unidades renováveis de referência contribuem para a geração de milhares de novos empregos e, simultaneamente, destinam milhões de dólares aos cofres públicos sob a forma de impostos sobre propriedade.

O Facebook colabora ativamente com as autoridades estaduais e locais para aumentar a participação das fontes renováveis na rede elétrica, ao mesmo tempo que tem observado como as concessionárias locais se surpreenderam com as vantagens e conveniência da energia renovável. Para tanto, o Facebook celebrou um acordo com o Omaha Public Power District (OPPD) a fim de desenvolver uma "tarifa verde" através do código "Taxa 261-M", concebida para possibilitar que as empresas cubram 100% de suas necessidades energéticas a partir de fontes renováveis e que permitiu ao Facebook de confirmar o fornecimento da usina eólica de Rattlesnake Creek.

A "tarifa verde" não é uma exclusividade do Facebook, por sua volta incentiva outras grandes empresas que investem em sustentabilidade a considerar a possibilidade de realocar ou aumentar suas atividades no Nebraska.

Conteúdo relacionado

Este site utiliza cookies analytics e de personalização, próprios e de terceiros, para enviar publicidade de acordo com suas preferências. Ao fechar este banner e navegar nesta página, ou ao clicar em um link ou continuar a navegação de qualquer outra forma, você estará concordando de forma livre, informada e inequívoca com a utilização de cookies. Caso queira obter mais informações ou negar a permissão de todos ou de alguns cookies, consulte nossa Política de Privacidade. Aceitar e fechar