• {{currentSearchSuggestions.title}}
  • {{currentSearchSuggestions.title}}

Acquoria entre o passado e o futuro: a água que iluminou a Cidade Eterna, hoje projeta o futuro da energia

5 min.

Acquoria entre o passado e o futuro: a água que iluminou a Cidade Eterna, hoje projeta o futuro da energia

A histórica usina que iluminou Roma até o final do século XIX tornou-se um espaço interativo: uma viagem multimídia pela descoberta da energia

{{ item.title }}
{{ item.content }}

Água como fonte de vida, de eletricidade e – por que não? – de cultura e entretenimento. No dia 4 de julho de 1892, a água da usina hidrelétrica de Acquoria se transforma em luz para iluminar a cidade de Roma. A corrente alternada que, à época, podia ser distribuída a somente algumas centenas de metros, naquele dia percorreu 26 km, distância necessária para conectar Tivoli – sede da usina – à estação de Porta Pia, em Roma.

A água de Acquoria iluminou a Cidade Eterna e constituiu um marco decisivo no desenvolvimento da eletrificação na Itália. Uma história a ser redescoberta de forma inovadora e envolvente, acompanhada de todas as potencialidades das energias renováveis graças ao novo circuito das Usinas Interativas, o projeto itinerante da Enel Green Power.

 

O Interactive Design para tornar a energia tangível

Acquoria ganhou vida nova por meio da mostra interativa permanente inaugurada sexta-feira, 6 de dezembro, nas dependências da histórica usina. O objetivo da mostra é abrir as portas de um lugar repleto de histórias e encantos para abordar a energia sob uma perspectiva inovadora, apaixonante e multimídia.

Por meio doInteractive Design, sob curadoria da nossa parceira Dotdotdot, pudemos difundir conteúdos imateriais – como é o caso da energia – de forma tangível e interativa, bem com explicar técnicas complexas sobre a geração energética ou sua relação com a geografia do mundo até mesmo para os mais jovens. A experiência na Usina Interativa foi concebida para fascinar visitantes de todas as idades e conscientizá-los sobre a importância das energias renováveis no processo da transição energética.

O grande contraste do ambiente narrativo – as salas históricas da usina que abrigam painéis e instalações multimídias – envolve e arrebata os visitantes logo na entrada: através da representação visual da energia presente em cada um de nós, detectada por uma câmera e transformada em Watts numa tela gigante.

Para acompanhar os visitantes, além da presença de guias em carne e osso, contamos também com os alter egos digitais das diversas modalidades energéticas: Idro para energia hidrelétrica, Gaia para energia geotérmica, Mariasole para solar, Levante para energia eólica e Marina, para energia marinha. Graças a um eficiente sistema de reconhecimento de voz, os alter egos digitais – cada um com sua própria voz e "personalidade" – puderam dialogar com os convidados e responder suas perguntas.

Conhecer, interagir, divertir-se

Um passeio que fascina e ensina de forma descontraída e interativa. Tal como aconteceu em Trezzo sull'Adda, também em Acquoria, no final da visita, o visitante poderá provar que se tornou um "Ministro da Energia". Através de um videogame, você poderá colocar em prática os conceitos aprendidos e escolher o melhor cenário para satisfazer a demanda energética de uma comunidade.

A usina de Acquoria, situada na margem esquerda do rio Aniene, deve seu nome a uma nascente natural próxima. Antes da sua construção, dois sistemas rudimentares haviam sido implantados; o primeiro em 1884, destinado à iluminação pública de Tivoli, já o segundo foi inaugurado em 1892. A nova central foi construída em 1902 na foz do Valle dell'Inferno. A planta foi ampliada em 1929: atualmente ela produz 154 GWh com os dois grupos instalados na derivação de San Giovanni, e 2,9 GWh com um grupo instalado na episcopal, totalizando 157 Gwh.

Por ano, Aquoria pode gerar energia suficiente para atender às necessidades de 50 mil famílias, evitando a emissão de mais de 100 mil toneladas de CO2 na atmosfera. A partir de agora a usina passou a ensinar aos visitantes que a água, símbolo da vida e da eletricidade, também pode trazer conhecimento. 

Conteúdo relacionado

Este site usa cookies analytics e de perfilamento, próprios e de terceiros, para enviar-lhe publicidade de acordo com as suas preferências. Se quiser saber mais ou optar por excluir todos ou alguns cookies, consulte a política de cookies. Aceite e feche