• {{currentSearchSuggestions.title}}
  • {{currentSearchSuggestions.title}}

“No Caminho das Geleiras”: a missão final no Gran Sasso

“No Caminho das Geleiras”: a missão final no Gran Sasso

No dia 13 de setembro, após onze anos, foi concluída a primeira fase do projeto fotográfico-científico apoiado pela Enel Green Power "No caminho das geleiras", idealizado por Fabiano Ventura para estudar e documentar o estado de saúde das grandes geleiras da Terra.

{{ item.title }}
{{ item.content }}

Documentar e estudar a erosão das geleiras para compreender como o nosso planeta está se transformando devido às mudanças climáticas e ambientais. Com esse objetivo, em 2009 o fotógrafo Fabiano Ventura iniciou o projeto “No caminho das geleiras”, com o apoio da Enel Green Power. Após onze anos de pesquisa iconográfica e trabalho fotográfico-científico que o levaram a Caracórum, ao Cáucaso, ao Alasca, aos Andes e ao Himalaia, no dia 13 de setembro a equipe guiada pelo fotógrafo completou sua missão no maciço do Gran Sasso, nos Apeninos da região dos Abruzos, etapa final da última expedição, “Alpes 2020”, que a partir do último dia 24 de julho atravessou todo o arco alpino, do Vale de Aosta ao Friul-Veneza Júlia, passando pelas geleiras mais importantes.

Durante três dias, a equipe fotográfico-científica de Ventura documentou a agonia da geleira do Calderone, a mais ao sul da Europa, reproduzindo as fotos tiradas entre o final do século XIX e o início do século XX pelos fotógrafos Dino Toninelli, Enrico Abbate e Pietro Angeletti.

A geleira, localizada a uma altitude entre 2.650 e 2.850 metros, começou a recuar a partir de meados do século XIX, e passou de uma área de 7,5 hectares em 1916 a 4,5 hectares no final do século passado. Continuou a diminuir nos últimos vinte anos, embora de forma diferente conforme o ano, e hoje atingiu o que provavelmente é o seu mínimo histórico. Desde o início dos anos 2000, o Calderone não pode mais ser definido uma geleira, e sim um glacionival: um acúmulo de gelo com superfície e espessura limitadas em que, no verão, o degelo é tão rápido que a massa de gelo acumulada durante o inverno se reduz.

“Apesar do cansaço dos últimos meses, estou muito feliz por partir para o que chamo de minha ‘montanha de casa’”, disse Fabiano Ventura na véspera da expedição à geleira do Calderone. “Foi no Gran Sasso que comecei a praticar o alpinismo e cultivar a paixão pela montanha e a fotografia ambiental. O projeto ‘No caminho das geleiras’, que me levou a montanhas do mundo todo, tinha que terminar aqui.”

Durante as missões, a equipe fotográfico-científica de Ventura replicou no mundo inteiro, com câmeras fotográficas de grande formato e película, as fotos feitas entre o final do século XIX e o início do século XX, criando assim o maior arquivo do mundo de comparações fotográficas das principais geleiras do planeta, com o objetivo de testemunhar o estado de saúde da Terra.

A Enel Green Power apoiou o projeto criado por Ventura para comunicar os efeitos das mudanças climáticas, comparando o estado atual das geleiras com as fotografias históricas do início do século XX. A comparação fotográfica, somada aos dados científicos recolhidos, é a ferramenta perfeita para testemunhar o recuo das maiores geleiras de montanha da Terra, pois nos dá uma ideia imediata das importantes variações climáticas que nosso planeta está enfrentando. Além disso, confirma a urgência das ações previstas pelos objetivos da Agenda 2030 da ONU, que estão no centro da atuação do nosso Grupo.

Com a expedição “Alpes 2020” termina a primeira, longa, fase do projeto, dedicada principalmente à comparação fotográfica e à investigação científica. Começa agora a segunda fase, de divulgação dos resultados nas escolas, nos museus e em âmbito científico. Com um objetivo: difundir ao máximo a conscientização sobre as mudanças que estão ocorrendo e a necessidade de cuidar do futuro do nosso planeta, como indivíduos e como comunidade. 

Este site usa cookies analytics e de perfilamento, próprios e de terceiros, para enviar-lhe publicidade de acordo com as suas preferências. Se quiser saber mais ou optar por excluir todos ou alguns cookies, consulte a política de cookies. Aceite e feche