• {{currentSearchSuggestions.title}}
  • {{currentSearchSuggestions.title}}
3 min.

Missão cumprida para Andrea Fantini, responsável pela difusão da sustentabilidade da EGP no Défi Atlantique

Um expressivo resultado no Défi Atlantique para Andrea Fantini e sua equipe no comando do Class 40, embarcação 100% ecológica devido às mais inovadoras e sustentáveis soluções desenvolvidas pela EGP.

{{ item.title }}
{{ item.content }}

Class 40 da Enel Green Power cruzou a linha de chegada do Défi Atlantique!

Depois de ter concluído a Route du Rhum, Andrea Fantini voltou ao mar no último 23 de março para o Défi Atlantique, considerado o "return transat", ou seja, a viagem de retorno à Europa da maioria dos Class 40 que participaram da regata transatlântica.

Desta vez, o skipper de Ferrara não estava sozinho. Neste novo "desafio" a bordo do Class 40 Enel Green Power, embarcaram também Tommaso StellaAlberto Riva e a new-entry Luca Del Zozzo.

Nesta época do ano, o Défi Atlantique é uma das rotas mais difíceis devido às condições meteorológicas incertas. São aproximadamente 3.500 milhas no total, divididas em duas etapas que podem ser consideradas duas meias-travessias, a primeira com cerca de 2.200 milhas de Guadalupe aos Açores, e a segunda de 1.300 milhas que levam à linha de chegada em La Rochelle.

A esquadra da sustentabilidade conquistou a quarta e a quinta posição na primeira e na segunda etapa, respectivamente. Trata-se de um excelente resultado, graças à força do sol e do vento, sem falar das inovações, todas elas assinadas pela Enel Green Power.
 

Duas etapas, uma só regata

"Surpreendente". Esta é a definição que os especialistas deram ao desempenho de Andrea Fantini a bordo do Class 40 Enel Green Power na corrida da primeira etapa do Défi Atlantique, ligando Guadalupe a Horta, arquipélago dos Açores.

Na noite de 3 de abril, Andrea e sua equipe chegaram na cidade portuguesa obtendo a quarta colocação após a primeira etapa da regata marcada pela estratégia ofensiva que ao fim da prova se mostrou muito eficaz.

A escala em Horta, marcando o fim da primeira etapa, permitiu aos barcos e tripulação fazer um balanço da situação, resolver quaisquer problemas técnicos e, acima de tudo, descansar antes de enfrentar a segunda parte da regata com as dificuldades impostas pelo Golfo da Gasconha, cujas ondas podem atingir até 11 metros no período de maior intensidade.

 

"Estamos muito felizes! Todas as nossas escolhas de vela e de rota foram boas, tudo em seu devido tempo, estou muito feliz por ter dado vida a este projeto de longa data."

– Andrea Fantini, comandante do Class 40 Enel Green Power

 

A segunda e última etapa da regata Défi Atlantique começou no dia 8 de abril: são 1300 milhas da Horta até a linha de chegada em La Rochelle.

Nesta regata, caracterizada por ventos constantes, o Class 40 Enel Green Power e sua equipe conseguiram manter o ritmo mesmo contra os Class 40 mais recentes.

 

"Agora o Class 40 encontra-se num nível excelente, há comandantes experientes, acostumados a imprimir um ritmo veloz em qualquer situação, sinal de que aqui não se brinca e prova de que o Defi Atlantique é uma regata muito competitiva."

– Andrea Fantini, comandante do Class 40 Enel Green Power

 

O barco da sustentabilidade

O Class 40 Enel Green Power, além de ser 100% ecopower, também é um laboratório energético a céu aberto, graças ao qual a Enel Green Power pode experimentar e testar novas tecnologias de geração marítima, bem como coletar informações valiosas a fim de aprimorar aquelas já existentes.

Na qualidade de Innovation Partner da equipe Andrea Fantini Racing, a EGP equipou o Class 40 Enel Green Power com uma minigrid, que integra a energia produzida por painéis solares, uma turbina eólica e um hidrogerador dotados com um sistema de armazenamento energético.

A bordo também instalamos um sistema de monitoramento capaz de enviar para o continente, em tempo real, os dados relativos à produção e ao consumo de energia, de modo que os técnicos da EGP possam estudar e aplicar as soluções mais adequadas.

Com o Class 40 Enel Green Power, a história da vela e da inovação se fundem numa inédita configuração que, com o excelente resultado obtido por Andrea Fantini no Défi Atlantique, confirma a possibilidade de coexistência da vela respeitando plenamente a saúde dos oceanos.

Este site usa cookies analytics e de perfilamento, próprios e de terceiros, para enviar-lhe publicidade de acordo com as suas preferências. Se quiser saber mais ou optar por excluir todos ou alguns cookies, consulte a política de cookies. Aceite e feche