• {{currentSearchSuggestions.title}}
  • {{currentSearchSuggestions.title}}
5 min.

Colômbia: o projeto de repovoamento de peixes no Rio Magdalena já começou

A primeira fase do novo projeto da EGP Colômbia teve início com a liberação de mais de 200 mil espécimes de alevinos no Rio Magdalena.

{{ item.title }}
{{ item.content }}

Os peixes reanimaram as águas do Rio Magdalena – um dos maiores da Colômbia – e em breve as atividades de pesca serão retomadas em toda a bacia hídrica de El Quimbo.

A primeira fase do projeto de repovoamento do rio colombiano foi iniciada com sucesso, possível graças à colaboração da Universidade Surcolombiana que viu a Enel Green Power protagonizar uma operação de grande importância para a conservação da biodiversidade e capaz de reaquecer a economia no território.

 

Mais de 200 mil exemplares de alevinos de espécies endêmicas ameaçadas de extinção – especialmente o Pimelodus grosskopfii, mas também o Prochilodus Magdalenae e o Ichthyoelephas longirostris foram liberados nas margens do rio em El Quimbo.

 

Nossa contribuição para a pesquisa

Os primeiros alevinos (como os filhotes são chamados) liberados são o resultado de um criterioso trabalho de pesquisa que durou quase dez anos, conduzido por especialistas da Estação Experimental de Recursos Hidrobiológicos Surcolombiana (ESRH).

A planta construída pela Enel Green Power (com um investimento aproximado de 900 milhões de pesos, cerca de 250 mil euros) e disponibilizada à universidade colombiana é o primeiro centro de pesquisa especializado no estudo e reprodução das espécies nativas do Rio Magdalena, tendo recebido a certificação do Instituto Agrícola da Colômbia (ICA). Sua construção foi realizada no âmbito do Programa Íctico y Pesquero del Alto Magdalena, no qual a Enel Green Power trabalha há seis anos, e até o momento recebeu investimentos de mais de 15 bilhões de pesos colombianos.

 

Atividades de pesca prontas para o recomeço

O projeto marca o renascimento de espécies endógenas nunca antes criadas em cativeiro, e que voltarão a repovoar o rio (especialmente o Pimelodus grosskopfii, que será reintroduzido pela primeira vez no país), garantindo assim um desenvolvimento sólido do território e reanimando as comunidades que dependem da pesca. No futuro não distante, será possível pescar novamente nas margens do rio Magdalena.

 

"O repovoamento de peixes que acaba de começar trará benefícios importantes à população do distrito de Huila no futuro. O objetivo é preservar as espécies endêmicas de peixes que são uma fonte de renda para a pesca na região. Portanto, este projeto certamente terá um impacto positivo nos mais de 200 pescadores que exercem suas atividades entre Puerto Seco e La Jagua".

-Marco Fragale, gerente da Enel-Emgesa

 

O desafio das energias renováveis da EGP na Colômbia

Na Colômbia, a Enel Green Power está na linha de frente no processo de transição para as energias renováveis e na criação de novas oportunidades a fim de promover um modelo de desenvolvimento sustentável com baixo impacto ambiental.

Na primavera passada, a usina fotovoltaica de El Paso entrou em operação e atualmente é a maior usina solar já construída na Colômbia, além dela, outros 4 projetos – três turbinas eólicas (Windpeshi, Tumawind e Chemesky) e uma solar (La Loma) – foram atribuídos através da licitação Cargo por Confiabilidad para a produção de energia renovável.

Além do desenvolvimento de novas plantas, a EGP também está comprometida com a proteção do meio ambiente, da biodiversidade e das comunidades locais no país sul-americano.

No ano passado, por exemplo, lançamos um projeto para preservar o Rio Bogotá, um dos mais poluídos da Colômbia. Durante a construção da unidade de El Paso, colocamos em prática diversas iniciativas de formação no território a fim de capacitar profissionais para o setor de energias renováveis. 

Este site utiliza cookies analytics e de personalização, próprios e de terceiros, para enviar publicidade de acordo com suas preferências. Ao fechar este banner e navegar nesta página, ou ao clicar em um link ou continuar a navegação de qualquer outra forma, você estará concordando de forma livre, informada e inequívoca com a utilização de cookies. Caso queira obter mais informações ou negar a permissão de todos ou de alguns cookies, consulte nossa Política de Privacidade. Aceitar e fechar