• {{currentSearchSuggestions.title}}
  • {{currentSearchSuggestions.title}}

O Banco Nacional do Panamá e a Enel Green Power juntos para o desenvolvimento sustentável

  • A Enel Green Power Panamá fornecerá 31.000.000 de KWh de energia por ano durante cinco anos ao Banco Nacional do Panamá (Banconal), o banco estatal mais importante do país.
  • O Banconal usará essa energia para alimentar de forma sustentável cinco de suas sedes no .país.
  • A Enel Green Power é líder no fornecimento ao setor Grandes Clientes no Panamá.

 

Cidade do Panamá, 3 de setembro de 2020 – A Enel Green Power Panamá ("EGPP"), a empresa de energia renovável da Enel SpA, e o Banco Nacional do Panamá (Banconal), o banco estatal mais importante do país, assinaram um contrato de fornecimento de energia (PPA) para fornecer 31.000.000 de kWh de energia renovável que alimentará cinco sedes da instituição financeira durante cinco anos.

Com mais de 115 anos de serviço aos cidadãos panamenhos, o Banconal pretende reduzir significativamente as despesas com energia elétrica e, ao mesmo tempo, agregar energia sustentável à cadeia de valor, confirmando seu compromisso com o meio ambiente como um dos pilares da sua Estratégia de Sustentabilidade.

Em linha com esse objetivo, essa importante instituição financeira panamenha começou a administrar as operações de compra de energia em 2019. A Enel Green Power Panamá venceu a licitação para este excepcional processo de fornecimento de energia, da qual participaram 32 empresas através da Lei Orgânica do Banco Nacional, apresentando a oferta mais competitiva do ponto de vista econômico. O Banconal torna-se, assim, um Grande Cliente, com uma demanda superior a 100 kW para cinco de suas sedes.

A Enel Green Power é líder no Panamá no fornecimento de eletricidade para o setor de Grandes Clientes. Esta experiência oferece ao Banconal a solidez de um parceiro estratégico no fornecimento de energia elétrica, apoiando o importante trabalho que a instituição realiza no país.

“Temos um compromisso com a sustentabilidade ambiental na nossa organização, e trabalhamos incansavelmente para promover ecossistemas delicados, que utilizem energia renovável. Por esse motivo, realizamos este acordo com a Enel Green Power Panamá para o fornecimento de energia elétrica através de fontes renováveis. Este acordo também nos garante uma importante redução de custos, contribuindo para o bem-estar de todos os panamenhos”, afirmou Javier Carrizo Esquivel, Diretor Geral do Banco Nacional do Panamá. O banqueiro destacou ainda a satisfação de toda a equipe do Banconal com este acordo, porque “se cuidarmos da natureza, ela cuidará de nós; se a protegermos, ela nos protegerá”.

“Fornecer energia sustentável para empresas financeiras como a Banconal é mais uma confirmação do compromisso da Enel Green Power com a construção de um futuro baseado em energias renováveis. Dessa forma, estamos promovendo a transição energética do Panamá e ajudando a alcançar os objetivos nacionais de descarbonização. Estamos muito satisfeitos por trabalhar com uma instituição financeira histórica como o Banco Nacional e ajudar a construir a sua visão de um futuro de sucesso, baseado na sustentabilidade”, disse Bruno Riga, responsável pela América Central da Enel Green Power.

Assim, dois grandes líderes do mercado panamenho, a Enel Green Power e o Banco Nacional do Panamá, se unem para que a instituição financeira possa economizar mais de meio milhão de balboas em gastos com energia, contribuindo para o crescimento do país.

A Enel Green Power é a empresa do Grupo Enel dedicada ao desenvolvimento e a gestão de energias renováveis em todo o mundo, com presença nas Américas, Europa, Ásia, África e Oceania. Líder mundial no setor de energia limpa, com uma capacidade gerenciada de cerca de 46,4 GW e um mix de geração que inclui energia eólica, solar, geotérmica e hidrelétrica, a Enel Green Power é uma empresa de vanguarda em matéria de integração de tecnologias inovadoras em usinas de energia renovável.

O Banco Nacional do Panamá foi criado pela Lei 74 de 13 de junho de 1904 como um Instituto de Crédito Hipotecário. Em 1911, passou a se chamar Banco Nacional do Panamá e se consolidou como a locomotiva do crescimento produtivo interno, especialmente nos setores agroalimentar e pecuário. Em 1956, foi declarado banco público, com personalidade jurídica própria e autonomia na organização interna. Atualmente, tem uma imagem ágil e moderna no mercado e disponibiliza aos seus clientes serviços e produtos financeiros em áreas não cobertas pelos bancos privados. O Banco Nacional do Panamá tem 89 agências em todo o país, 289 caixas eletrônicos localizados estrategicamente em todo o território nacional, além de Banco telefônico (800-5151), Banco móvel, Banco online e Banco Eletrônico Nacional. O atual diretor geral é Javier Carrizo Esquivel e, pela primeira vez em mais de 115 anos de história, a presidente do Conselho de Administração é uma mulher: um exemplo de igualdade de gênero.

o Banco Nacional do Panamá e a Enel Green Power juntos para o desenvolvimento sustentável

PDF (0.2MB) Download
Este site usa cookies analytics e de perfilamento, próprios e de terceiros, para enviar-lhe publicidade de acordo com as suas preferências. Se quiser saber mais ou optar por excluir todos ou alguns cookies, consulte a política de cookies. Aceite e feche