{{ currentSearchSuggestions.title }}

{{ currentMenugamenu.label }}

{{ currentMenugamenu.desc }}

{{ currentMenugamenu.cta }}

{{ currentSubMenugamenu.label }}

{{ currentSubMenugamenu.desc }}

{{ currentSubMenugamenu.numbers.title }}

{{ number.value }} {{ number.label }}

Central hidrelétrica La Stanga, Itália

Central hidrelétrica La Stanga, Itália

Em operação

{{item.label}}
{{ item.title }}
{{ item.content }}
Instalações

Central hidrelétrica La Stanga

A central hidrelétrica La Stanga situa-se no território de Sedico, uma cidade na região das Dolomitas, na província de Belluno, ao longo da rodovia estatal 203. Foi construída inteiramente no interior de uma caverna. As obras de construção terminaram em 1943. A fachada e a parte arquitetônica foram projetadas pelo arquiteto Giuseppe Berti, autor de edifícios liberty e neogóticos no Veneto. Na entrada lateral, destaca-se uma inscrição latina que diz: “A força da água corrente dominada pela engenhosidade humana cria luz e vida”.

A central aproveita as águas residuais de outra central hidrelétrica, a de Agordo, além de parte do fluxo residual do torrente Cordevole. Posteriormente, as águas residuais são transportadas para o vizinho lago del Mis. As instalações contam com duas turbinas, desfruta de um salto hidráulico de mais de 165 metros e tem um fluxo médio de água de 15 metros cúbicos por segundo. 

icon

Tecnologia

Hidrelétrica

icon

Status

Em operação

icon

Capacidade operativa

13,5 MW

icon

Produção de energia

155 GWh

icon

Emissões de CO2 evitadas

 40.000 toneladas por ano

icon

Demanda energética

57.000 famílias por ano

Linha do tempo

Marcos

Impacto nas comunidades locais

A central possui um túnel de desvio de 13 quilômetros que a conecta com o canal de descarga da central de Agordo, além de uma série de outras entradas de fluxos de água menores. Cada obra de captação é dotada de dispositivos para a liberação controlada do Fluxo Mínimo Vital, para garantir a preservação das características físicas do curso d’água, das características físico-químicas das águas e da manutenção das formas de vida animais e vegetais do local. Contribui substancialmente para a produção de energia de fontes renováveis e sem emissão de CO2. 

Contatos

Itália

Business development

Conteúdos relativos