• {{currentSearchSuggestions.title}}
  • {{currentSearchSuggestions.title}}

Fornecer energia para o continente africano para assegurar os direitos humanos

3 min.

Fornecer energia para o continente africano para assegurar os direitos humanos

Aumentar a quantidade de pessoas com acesso à energia elétrica e oferecer novos serviços para um uso mais eficiente e sustentável da energia. O compromisso da Enel Green Power para o desenvolvimento da África passa por uma abordagem integrada.

{{ item.title }}
{{ item.content }}

Onde não há energia, falta água, onde falta água, falta comida. O vínculo estreito entre esses elementos, denominado "nexus", constitui a chave para o futuro sustentável do continente africano.

Até 2050, a demanda global de energia irá dobrar e a demanda por água e alimentos aumentará em mais de 50% devido ao crescimento populacional, ao desenvolvimento econômico e à urbanização.

Sobretudo na África, as rápidas transformações do continente poderão conduzir um processo de crescimento sustentável possível somente através da adoção de energias renováveis.

Justamente por isso a Enel Green Power é a principal parceira da Seeds&Chips no Global Food Innovation Summit, evento de referência mundial no campo da Inovação Alimentar que será realizado de 6 a 9 de maio na Rho Fiera, em Milão. 

 

"Há anos a Enel Green Power tem se comprometido em responder à crescente demanda energética da África através de fontes renováveis. Graças às nossas habilidades, queremos contribuir para promover o desenvolvimento do continente, apoiando as comunidades locais com diversas iniciativas na área da sustentabilidade."

– Antonio Cammisecra, CEO da Enel Green Power

 

Para a Enel Green Power, a utilização de energias verdes representa um caminho a ser trilhado a fim de reduzir as emissões de CO2, embora isso por si só não seja suficiente. Sua missão é ir além e aumentar o número de pessoas com acesso à energia elétrica e, ao mesmo tempo, diversificar o mix energético e oferecer novos serviços para um uso mais eficiente e sustentável de energia.

 

"Estamos convencidos de que o trabalho em equipe é a melhor solução para incentivar e acelerar a implementação de todas as políticas nacionais destinadas a atingir os ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável) da ONU, de modo que, até o ano de 2030, todos os nossos países alcancem seus objetivos para o bem de todo o planeta. Isso inclui: garantir que todos tenham acesso a sistemas de energia econômicos, confiáveis, sustentáveis e modernos, ou seja, um dos principais objetivos do trabalho da Enel Green Power."

– Marco Gualtieri, Presidente e fundador da Seeds & Chips

{{ item.title }}
{{ item.content }}

O tema do nexus para o desenvolvimento da África também foi o tema central do evento "Empowering Africa – access to power in the African continent", uma conferência com ciclo de palestras organizado pelo Istituto Affari Internazionali em parceria com a Enel Foundation e o Policy Center for the New South, realizada no dia 6 de maio, em Roma, com o objetivo de aprofundar o debate sobre o acesso à eletricidade e analisar as futuras perspectivas energéticas do continente africano.

 

"Não garantir o acesso à eletricidade é o mesmo que negar um direito humano e, no contexto atual, o fenômeno na África subsaariana não diz respeito apenas aos subúrbios distantes e às áreas rurais, mas também às próprias cidades. O problema na África não é o custo da eletricidade, mas a dificuldade de criar um sistema: é necessário favorecer uma abordagem integrada com os governos africanos, de modo a estabelecer uma colaboração e um desenvolvimento sinérgico a fim de superar as carências de infraestrutura no continente."

– Antonio Cammisecra, CEO da Enel Green Power

 

Os números são eloquentes e falam por si: por exemplo, na África Subsaariana, habitada por 14% da população mundial, mais de 600 milhões de pessoas ainda vivem "no escuro".

Portanto, estamos diante de um paradoxo energético: por um lado, a neutralidade de carbono representa a única saída perante o aquecimento global; por outro, há um consumo crescente de energia devido a três fatores: digitalização, urbanização, e industrialização. Nesse contexto, mais de um bilhão de pessoas no mundo todo carecem do acesso à energia elétrica, 783 milhões não têm acesso à água potável e 842 milhões de pessoas passam fome.
 

Compromisso com a África

Para dar uma contribuição concreta e mensurável, a Enel Green Power integrou à sua estratégia industrial os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU, identificando 6 prioridades: acesso à energia (ODS 7), apoio à educação (ODS 4), desenvolvimento socioeconômico das comunidades em que atua (ODS 8), o compromisso de promover a inovação e a industrialização de forma igualitária, responsável e sustentável, além de uma infraestrutura resiliente (ODS 9), auxílio para a criação de cidades e comunidades sustentáveis (ODS 11) e, por fim,  a luta contra as mudanças climáticas (ODS 13).

A Enel Green Power é líder mundial em produção de energia verde e está na vanguarda do desenvolvimento de soluções integradas que garantem amplo acesso à energia elétrica nas regiões mais afetadas por esse problema, tal como no caso da África Subsaariana. Até o momento já colocamos em operação mais de 550 MW através de nossas usinas de energia solar e eólica, além disso temos um pipeline para outros 850 MW de projetos já aprovados.

A EGP também promove diversas iniciativas para integrar a produção e o uso da eletricidade com a água e os alimentos que constituem um "nexus" essencial para garantir o desenvolvimento sustentável e inclusivo das populações africanas.

Conteúdo relacionado

Este site usa cookies analytics e de perfilamento, próprios e de terceiros, para enviar-lhe publicidade de acordo com as suas preferências. Se quiser saber mais ou optar por excluir todos ou alguns cookies, consulte a política de cookies. Aceite e feche