• {{currentSearchSuggestions.title}}
  • {{currentSearchSuggestions.title}}
3 min.

O castanhal de Kastanologgos recobra sua exuberância graças à Enel Green Power

Está pronto o plano de reflorestamento para Kastanologgos, o castanhal da ilha grega de Evia onde a Enel Green Power está construindo o parque eólico de Kafireas

{{ item.title }}
{{ item.content }}

As obras para a construção de Kafireas, a usina eólica da Enel Green Power já em fase de conclusão na ilha grega de Evia, viajam impulsionadas pelo vento da sustentabilidade. E o vento voltará a soprar novamente também entre os castanheiros seculares de Kastanologgos, graças ao plano de recuperação florestal que a EGP assinou com as autoridades locais.

Kastanologgos é uma floresta de castanheiros situada a cerca de mil metros de altura, na porção leste do Monte Ochi. Poucos castanheiros robustos ainda restam dos que outrora recobriam todo o cume da montanha.

As árvores sobreviventes são consideradas um verdadeiro monumento natural, cujo valor também é relevante do ponto de vista doecossistema: em toda a Grécia, restaram pouquíssimos castanheiros "antigos", como os de Kastanologgos.

As atividades de reflorestamento da Enel Green Power em Kastanologgos começarão em breve e serão concluídas até 2021. O posterior monitoramento da área continuará por um período de 3 a 5 anos, antes que o projeto possa ser concluído e os castanheiros entregues às autoridades florestais.

 

Preservar e inovar

Para proteger as árvores e evitar o risco de propagação de doenças ou pragas, será feita uma coleta prévia dos frutos destas espécies endógenas. Somente após esta coleta prévia procede-se ao reflorestamento real: todas as plantas utilizadas no reflorestamento serão bee-friendly e darão uma grande contribuição às atividades de apicultura e pastoralismo típicas da região de Monte Ochi.

A área de reflorestamento foi demarcada pelas autoridades florestais segundo a legislação grega em vigor. O parque eólico de Kafireas, a exemplo dos demais parques eólicos construídos na Grécia, se enquadra nas áreas designadas pelo governo como Áreas Eólicas Prioritárias (WPA). Após uma série de dificuldades, a planta passou pela Avaliação de Impacto Ambiental (VIA), que analisa detalhadamente o impacto do parque eólico no ambiente circundante, regulando todas as fases do seu ciclo de vida: da construção à operação, até a desativação. 

O plano de recuperação do castanhal de Kastanologgos é um dos objetivos estabelecidos durante a construção do parque eólico e se adequa perfeitamente ao modelo de Criação de Valor Compartilhado concebido para Kafireas.

Uma vez em plena capacidade operacional, a planta de Kafireas – instalada na cidade de Karystos – poderá se orgulhar de sua capacidade de 154 MW, convertendo-se no maior parque eólico do país.

Este site usa cookies analytics e de perfilamento, próprios e de terceiros, para enviar-lhe publicidade de acordo com as suas preferências. Se quiser saber mais ou optar por excluir todos ou alguns cookies, consulte a política de cookies. Aceite e feche